21/05/2019 às 06h00min - Atualizada em 21/05/2019 às 06h00min

Empossados novos membros do Conselho Superior da FAPDF

O órgão é integrado pelo Diretor Presidente da FAPDF, que o preside, e mais 14 membros titulares

Agência Brasília
FAPDF empossou os novos membros do Conselho Superior. (Reprodução/Facebook)

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) empossou os novos membros do Conselho Superior em solenidade realizada no auditório do SebraeLab do Parque Tecnológico de Brasília. De caráter deliberativo, o órgão colegiado é integrado pelo Diretor Presidente da FAPDF, que o preside, com direito a voto de qualidade, além do voto comum, e por outros 14 membros titulares e respectivos suplentes, nomeados e empossados pelo Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, de acordo com a publicação no DODF Nº 80, de 30 de abril de 2019.

O Secretário de Ciência e Tecnologia do Distrito Federal, Gilvan Máximo, destacou o objetivo do GDF em tornar o Colegiado mais democrático e dinâmico para desenvolver a Ciência, tecnologia e inovação do DF: “Desde o início, o governador Ibaneis destacou a importância de um Conselho Superior mais democrático e nós procuramos atender a sociedade e algumas entidades como Embrapa, Emater, UnB, entre outras. Eu tenho certeza que nós vamos tirar esse Parque Tecnológico do papel e vamos conseguir isso juntos. Gostaria de dizer aos conselheiros que tomam posse hoje que a nossa responsabilidade é grande porque a FAP vai ter uma nova missão, de cara nova e, a partir do ano que vem, vamos ter vários projetos em todas as áreas para que os recursos destinados à Fundação sejam investidos na área da Ciência, tecnologia e inovação do DF”, declarou o Secretário.

O presidente da FAPDF, Alexandre Santos, assinalou a pluralidade na nova formação do Conselho como característica essencial para alavancar a matriz econômica do Distrito Federal por meio da Ciência, tecnologia e inovação. “O governador nos delegou essa responsabilidade de pensar a nova composição do Conselho de maneira que ela expresse a pluralidade de atores do ecossistema de Ciência, tecnologia e inovação e isso significa que quanto mais plural ele for, mais relevante será o seu processo decisório que determina os rumos dos recursos da FAPDF. Eu acredito que essa composição do Conselho Superior expressa isso porque o governador entende a relevância da Ciência, tecnologia e inovação no contexto que vivemos hoje. Para mudar a matriz econômica do DF nós precisamos usufruir de toda essa infraestrutura de base tecnológica que temos aqui que é singular, expressiva e reconhecida”.

O presidente Sindicato das Indústrias da Informação do Distrito Federal (Sinfor) destacou a satisfação em ver o setor empresarial representado com mais amplitude no Colegiado e ratificou a importância da Fundação para o desenvolvimento regional. “É uma satisfação muito grande para o setor empresarial ser contemplado nessa nova configuração do conselho superior com um espaço maior. Entendemos que a FAP pode ser um instrumento de fundamental importância no desenvolvimento científico e tecnológico do DF, na medida que recursos de subvenção podem ser aplicados no desenvolvimento de novos produtos, na inovação e, principalmente, para a promoção cada vez maior da integração entre academia e setor produtivo”, afirmou Ricardo de Figueiredo Caldas.

A reitora da UnB, Márcia Abrahão Moura, e a Decana de Pesquisa e Inovação da Universidade, Maria Emília Walter, colocaram a instituição de Ensino à disposição para contribuir no desenvolvimento do ecossistema de inovação do DF e destacaram a importância da academia nesse processo.

O presidente da Biotic S/A, Gustavo Dias Henrique , destacou a exitosa parceria que vem sendo realizada com a SECTI e a FAPDF, parabenizou a todos os conselheiros empossados e declarou que a subsidiária da Terracap, responsável por planejar o desenvolvimento e ocupação do Parque Tecnológico, espera que, de fato, nessa gestão, possa ser realizado um trabalho bem coordenado e produtivo.

A mesa de honra do evento foi composta pelo Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF, Gilvan Máximo, que representou o governador Ibaneis Rocha; pelo presidente da FAPDF, Alexandre Santos; pela Decana de Pesquisa e Inovação da Universidade de Brasília, Maria Emília M. T. Walter, que representou a reitora da UnB, Márcia Abrhão Moura; pelo diretor presidente da Biotic S/A, Gustavo Dias Henrique; pelo presidente do Sindicato das Indústrias da Informação do Distrito Federal (Sinfor), Ricardo Figueiredo Caldas; pelo presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), Jamal Jorge Bittar, e pelo diretor do Sindicato da Tecnologia da Informação do DF (Sinfor-DF), Renato Riella.

Composição do Colegiado:

Mercedes Maria da Cunha Bustamante (Titular)

Ana Claudia Farranha Santana (suplente)

Marcio Muniz de Farias (titular)

José Eloi Guimarães Campos (suplente)

Beatriz Maria Eckert-Hoff (titular)

Marcio Pereira Dias (suplente)

Eliana Maria Gouveia Fontes (titular)

Rose Gomes Monnerat Solon de Pontes (suplente)

Graciomário de Queiroz (titular)

Pedro Henrique Achcar Verano (suplente)

José Raimundo Braga Coelho (titular)

Laila Salmen Espíndola (suplente)

Priscila Oliveira Rosa (titular)

Alba Cristina Magalhães Alves (suplente)

Daienne Amaral Machado (titular)

Flavia Martins de Barros Firme (suplente)

Denise Andrade da Fonseca (titular)

Celso Luz Moretti (suplente)

Ricardo de Figueiredo Caldas (titular)

Djalma Petit (suplente)

João Alberto de Negri (titular)

André Tortato Rauen (suplente)

Simone Pereira Costa Benck (Titular)

Ricardo Oliveira Sampaio Reis (Suplente)

Alessandra Ferreira da Silva (Suplente)

Christian Tadeu de Santos (suplente)

Compete ao Conselho Superior:

  • Aprovar as diretrizes da FAPDF, bem como a programação anual de suas atividades;
  • Elaborar e modificar o Estatuto da FAPDF e submete-lo à aprovação do Governador do Distrito Federal;
  • Aprovar anualmente, no prazo legal, os relatórios de gestão, inclusive a prestação de contas, os demonstrativos contábil, financeiro e patrimonial e os relatórios de atividades da FAPDF, com vistas à verificação de resultados;
  • Aprovar e autorizar propostas de operações de crédito e de financiamento;
  • Aprovar o Regimento Interno da FAPDF e suas alterações;
  • Aprovar propostas de alteração do Estatuto;
  • Orientar a política patrimonial e financeira da FAPDF;
  • Deliberar sobre aceitação de doações, cessões de direito e legados, quando oneradas por encargos;
  • Julgar os recursos interpostos contra os atos do Diretor Presidente;
  • Opinar e deliberar sobre assuntos que lhes forem submetidos pelo Diretor Presidente;
  • Tirar as dúvidas decorrentes de interpretações ou omissões deste Regimento.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Emprego no Brasil