08/02/2019 às 15h34min - Atualizada em 08/02/2019 às 15h34min

Brasil e Portugal querem estreitar o intercâmbio no campo esportivo

O embaixador de Portugal, Jorge Tito de Vasconcelos Nogueira Dias Cabral, encontrou-se com o secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marco Aurélio Vieira.

Ascom Ministério do Esporte

O embaixador de Portugal, Jorge Tito de Vasconcelos, e o secretário Marco Aurélio Vieira. (Foto: Francisco Medeiros/Ministério da Cidadania)


Eles conversaram sobre como as duas nações podem intensificar o intercâmbio no esporte em ações elaboradas em várias frentes. “Foi um encontro muito agradável e interessante. Eu vim fazer uma visita de cortesia e, por outro lado, conversei com o secretário sobre como podemos desenvolver uma colaboração mais intensa entre Portugal e Brasil na área do desporto”, afirmou o embaixador português.

Para Jorge Tito, o esporte é um campo com grande potencial de crescimento na parceria entre os dois países. “É uma área que não temos explorado devidamente e que pode ser muito mais desenvolvida. Há dois memorandos assinados nesse sentido, mas que não estão necessariamente em prática e temos que revê-los. Sobretudo, falamos sobre as várias áreas na qual o esporte está ligado: educação, integração social, ajuda na recuperação de deficiência de toda ordem, além da cooperação com universidades na área da formação esportiva. Abrimos vários caminhos que agora vamos estudar em conjunto para incentivar a cooperação entre Portugal e Brasil”, disse o diplomata.

O secretário Marco Aurélio destacou ainda que, além da área esportiva, o embaixador de Portugal quer participar de forma mais efetiva dos eventos em torno dos 200 anos da Independência do Brasil, que serão celebrados em 2022.

“Portugal e o antigo Ministério do Esporte já tinham elaborado um memorando de entendimentos e a nossa intenção é atualizá-lo para torná-lo mais tangível, tendo em vista os Jogos Pan-Americanos de Lima este ano e as Olimpíadas de Tóquio, em 2020. Nossa intenção é fortalecer esses laços, primeiramente com algumas ações bem concretas na área acadêmica, e depois no campo esportivo. O embaixador também demonstrou muita vontade em participar das comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil”, revelou Marco Aurélio Vieira.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »