06/12/2018 às 06h00min - Atualizada em 06/12/2018 às 06h00min

Avanços na gestão da saúde do DF são apresentados à CLDF

Os esforços de gestão trouxeram grandes resultados e economias que possibilitaram o crescimento de outros números de investimento.

SES
Humberto Fonseca apresentou Relatório de Atividades Quadrimestral da Secretaria de Saúde. (Breno Esaki)
O secretário Humberto Fonseca apresentou à Comissão de Fiscalização, Governança, Transparência e Controle, da Câmara Legislativa do Distrito Federal, o Relatório de Atividades Quadrimestral (RAQ) da Secretaria de Saúde.  A execução orçamentária e o aumento substancial da transparência ativa foram destaques na apresentação sobre o segundo quadrimestre de 2018. Uma cópia do documento foi entregue  deputado Rodrigo Delmasso (PRB), atual presidente do colegiado.
 

Fonseca abriu sua fala com um balanço da sua gestão e dos avanços conquistados nos últimos anos. “Enfrentamos muitas dificuldades, encaramos muitos embates e precisamos ajustar muitos processos de trabalho para conseguir organizar o funcionamento da máquina e atingir os objetivos”, comentou. Segundo o gestor, no início de sua gestão havia um passivo de mais de R$ 600 milhões em despesas sem contrato e, hoje, com procedimentos mais claros e normatizados, esse valor diminuiu para aproximadamente R$ 600 mil reais/ano.
 

Os esforços de gestão trouxeram grandes resultados e economias que possibilitaram o crescimento de outros números de investimento. “Diminuímos os gastos com telefonia e internet de mais de R$ 20 milhões para menos de R$ 2 milhões por ano”, informou o secretário.
 

O novo modelo de gestão de medicamentos também contribuiu para que a falta desses insumos fosse reduzida. Hoje, dos 220 medicamentos dispensados nas três Farmácias de Componentes Especializados (Alto Custo), 21 estão com em falta, mas todos com processos de compra em andamento e 80% apenas aguardando a entrega pelos fornecedores. “Tudo isso nos dá a certeza de que deixaremos um caminho muito bem pavimentado e melhor para os próximos gestores do que aquele que encontramos em 2015”, destacou.

 
TRANSPARÊNCIA 

A implementação do site “Sala de Situação” foi destaque na fala dos gestores da Saúde. Segundo o secretário adjunto de gestão, Paulo Sellera, o site aumentou em 73% a transparência ativa dos dados da secretaria em apenas alguns meses de instalação. “Hoje, essa plataforma é exemplo para outros órgãos do DF e de fora também, para a divulgação de informações públicas de interesse social”, informou.

 

Ainda de acordo com ele, em breve, a SES irá compartilhar com os interessados os códigos-fonte criados para colocar essa ferramenta em funcionamento. “A Sala de Situação já é, com toda certeza, um espaço legitimado de divulgação dos indicadores de saúde”, finalizou.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Emprego no Brasil