05/12/2018 às 11h00min - Atualizada em 05/12/2018 às 11h00min

Lava Jato investiga esquema de corrupção na área de trading da Petrobras

Foram cumpridos 11 mandados de prisão preventiva, sequestros de imóveis e bloqueio de valores dos suspeitos.

Agência o Globo

A PF deflagrou nova fase da operação Lava Jato para investigar suposto esquema de corrupção nas área de trading de petróleo e derivados e no setor de afretamento de navios da Petrobras. (Reprodução/Facebook)

 A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira nova fase da operação Lava Jato para investigar suposto esquema de corrupção nas área de trading de petróleo e derivados e no setor de afretamento de navios da Petrobras, com 11 mandados de prisão preventiva, sequestros de imóveis e bloqueio de valores dos suspeitos, informou a PF.

Segundo comunicado da Polícia Federal, a chamada Operação Sem Limites, 57ª fase da Lava Jato, identificou um esquema criminoso operante até meados de 2014, "não sendo possível descartar a continuidade do esquema até os dias atuais, na área de trading com diversas ramificações internacionais".

"A investigação policial recebeu o nome de Operação Sem Limites em referência à transnacionalidade dos crimes praticados (que ocorrem em diversos locais no país e no exterior), à ausência de limites legais para as operações comerciais realizadas e a busca desenfreada e permanente por ganhos de todos os envolvidos, resultado sempre na depredação do patrimônio público", disse a PF em nota, sem identificar de imediato os alvos dos mandados judiciais ou os valores envolvidos na ação.

Procurada, a Petrobras não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

Em fases anteriores da Lava Jato, a empresa afirmou que vem colaborando com as investigações e que é reconhecida pelas autoridades no Brasil e no exterior como vítima dos atos desvendados pela Lava Jato.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »