18/11/2018 às 12h00min - Atualizada em 18/11/2018 às 12h00min

Saúde promove exposição Entre tanto amor, o hospital

A mostra faz parte das comemorações pelo Mês da Prematuridade.

SES

Na exposição "Entre tanto amor, o hospital" será possível contemplar 39 imagens produzidas pela repórter fotográfica Mariana Raphael. (Danielle Freire)
A chegada de um bebê na família é motivo de alegria. Tê-lo nos braços e levá-lo para casa é o sonho de toda mãe, mas, em alguns casos, a prematuridade adia esse momento. Na hora do parto, em meio a um turbilhão de emoções, a sensação de alegria dá lugar à apreensão ao ver o filho tão esperado necessitar de cuidados intensivos neonatais. Cenas desta luta pela vida estão retratadas na exposição Entre tanto amor.

 
A mostra faz parte das comemorações pelo Mês da Prematuridade, o Novembro Roxo, e revela, com depoimentos e fotos, o sentimento e a rotina das mães de recém-nascidos internados no Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Em determinadas situações, para ficarem mais perto dos pequenos, elas chegam a morar, temporariamente, no alojamento da unidade de saúde, que realiza, em média, 600 partos mensais – a maior demanda da rede pública.


A exposição ficará aberta ao público até o dia 10 de dezembro.  Nela, será possível contemplar 39 imagens produzidas pela repórter fotográfica Mariana Raphael, profissional da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde. A produção é fruto de uma parceria com a terapeuta ocupacional do HRC, Hellen Delchova.

 
“A força dessas mães impressiona, pois são muitas as adversidades e preocupações que elas vivem, num momento que já é sensível para todas as mulheres. Nas fotografias, busquei captar um pouco dessa força e do afeto entre mamães e bebês, que aquecem o ambiente hospitalar”, destacou Mariana.

 
PREMATURIDADE 

O Dia Mundial da Prematuridade é celebrado em 17 de novembro. Dados da Secretaria de Saúde apontam que 16,47% dos bebês nascidos no Distrito Federal, de 2015 a 2018, nas redes pública e privada, são prematuros menores de 32 semanas. Em âmbito nacional, o Ministério da Saúde aponta que, aproximadamente, 10% dos bebês nascem antes do tempo.


São consideradas prematuras as crianças que vêm ao mundo antes de completar 37 semanas de gestação. Em boa parte dos casos, os recém-nascidos nessas condições precisam ficar internados e, na rede pública de saúde do DF, o atendimento é humanizado, de forma a garantir à criança e aos familiares o suporte necessário nesse momento de fragilidade.


 
“O trabalho que a equipe multidisciplinar do HRC desenvolve é importante para trazer humanização, bem-estar e favorecer o vínculo mãe-bebê. Queremos, neste Novembro Roxo, mostrar o quanto esses bebês são guerreiros, e as mães, vitoriosas”, finalizou a Hellen Delchova.


SERVIÇO

Exposição Entre tanto amor, o hospital

Data: De 14/11 a 10/12

Local: Estação do Metrô de Águas Claras

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »