07/11/2018 às 17h00min - Atualizada em 07/11/2018 às 17h00min

Presidente do BC evita dizer se permanece no cargo no próximo governo

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, evitou hoje (7) dizer se permanecerá no cargo no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.

EBC

Ilan Goldfajn evitou dizer se vai continuar na presidência do Banco Central (Foto:Arquivo/Agência Brasil)

O economista Paulo Guedes, indicado para o Ministério da Fazenda do novo governo, defende a permanência de Goldfajn.

Ao deixar auditório do BC onde é realizado o IV Fórum de Cidadania Financeira, em Brasília, Goldfajn foi perguntado por jornalistas se ficará no cargo, a partir do próximo ano. “Sem comentários”, respondeu.

Goldfajn ocupa a presidência do Banco Central há dois anos, e Guedes disse, no último dia 30, que seria "a coisa mais natural do mundo" que o governo aprovasse o projeto que prevê a independência do BC com o apoio do atual presidente da instituição e que ele permanecesse no cargo.

Guedes defende a proposta de independência do Banco Central, com mandato de presidente não coincidente com o do presidente da República.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »