08/11/2018 às 12h00min - Atualizada em 08/11/2018 às 12h00min

Letícia Almeida fala sobre guarda da filha e acusa Jonathan de estupro

Atriz também afirma que teve um relacionamento abusivo com Saulo Pôncio

Fama ao Minuto

Letícia Almeida disse estar "muito aliviada" com a decisão da Justiça que lhe garantiu a guarda unilateral de sua filha, Maria Madalena. (Divulgação/TV Globo/Joao Miguel Junior)
A atriz Letícia Almeida, de 22 anos disse estar "muito aliviada", ao UOL, com a decisão da Justiça que lhe garantiu a guarda unilateral de sua filha, Maria Madalena, de 9 meses, registrada pelo ex-namorado Saulo Pôncio.

Segundo Letícia, ela é filha biológica do cantor Jonathan Couto (ex-integrante da banda P9), cunhado de Saulo. Ela acusa Jonathan de estupro.

 

Camila Cota, advogada do Escritório Francisco Ortigão, que representa Letícia, disse que o estupro ocorreu quando a atriz estava embriagada.

Após sofrer o abuso por parte do concunhado, a atriz disse que não contou para Saulo o que ocorreu por se achar culpada pela situação: "Não tinha abertura. Eu era muito machista, porque, para mim, é uma coisa de homem normal e uma hora ia passar. A mulher se sente culpada e eu evitava me arrumar para não me sentir tão atraente. Mulher sofre com preconceito", disse Letícia.

Ela começou a se relacionar com Saulo aos 16 anos e que não imaginava que poderia estar em um relacionamento abusivo. "É isso que não desejo para nenhuma menina da idade que eu tinha e nem para uma mulher que é casada e está em um relacionamento abusivo. Não desejo isso para nenhuma mulher."

Letícia também entrou na Justiça para que o registro da filha passe para o nome do músico. Um exame de DNA já confirmou a paternidade e ela diz querer resguardar o direito de Madalena. "Minha filha tem que saber a verdade e a verdade é que o pai biológico é ele e quero que isso seja resolvido. Não tem como eu privar [o pai] de ter acesso à filha, seria leviana. É direito dela e vai ser feito", disse ao UOL.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »