20/04/2017 às 14h10min - Atualizada em 20/04/2017 às 14h10min

Sem Lula, Pimentel vai homenagear Mandela em evento da Inconfidência

O orador da cerimônia será o próprio governador

Folhapress

Sem Lula, Pimentel vai homenagear Mandela em evento da Inconfidência (Foto: Verônica Manevy/Imprensa MG)

 

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), vai homenagear o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela (1918-2013) com o Grande Colar, grau máximo da Medalha da Inconfidência, no dia 21 de abril, em Ouro Preto.

O orador da cerimônia será o próprio governador. Havia a expectativa de que o ex-presidente Lula fizesse o discurso do evento, mas o petista desistiu de comparecer.

De acordo com o Instituto Lula, a desistência não tem ligação com as delações da Odebrecht tornadas públicas na semana passada e foi decidida antes disso. Uma das razões seria o fato de o ex-presidente já ter recebido o Grande Colar, em 2003, durante o governo de Aécio Neves (PSDB).

Mandela, que já recebeu o prêmio Nobel da paz, lutou contra o regime de segregação racial na África do Sul. Em 2016, o ex-presidente do Uruguai José "Pepe" Mujica foi o principal nome da cerimônia.

Criada em 1952 por Juscelino Kubitschek, a Medalha da Inconfidência tem quatro graus de designações -Grande Colar, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência. A maior honraria concedida pelo Estado de Minas Gerais costuma homenagear políticos, juristas, advogados, militares e outras autoridades.

Os nomes dos homenageados são escolhidos pelo Conselho da Medalha, formado por representantes dos três Poderes e por entidades civis.

Tags »
Lula Pimentel homenagear Mandela evento Inconfidência
Notícias Relacionadas »
Comentários »