16/02/2017 às 18h30min - Atualizada em 16/02/2017 às 18h30min

CAESB: Um covil de corrupção

Por Esse A

(Foto: Andre Borges/Agência Brasília)

 

 

A crise hídrica em Brasília serviu para emergir várias denúncias de corrupção, desmandos e salários astronômicos na Companhia de Saneamento de Brasília. Entre tantos absurdos cometidos pelo atual presidente e primo do Governador Rollemberg, podemos citar alguns:

1 – Mudança do plano de saúde, foi cancelado o plano Bradesco que atendia os funcionários e foi passado para a Amil. A quem interessa essa “corretagem”? É só investigar e ver que um outro primo de Rollemberg, Augusto Diniz, tem uma corretora de planos de saúde.

2 – O Fundiágua, Fundo de Previdência dos Funcionários da Caesb, em 2015 deu prejuízo de 70 milhões e em 2016 chegou em 100 milhões o furo no Instituto. Como já havíamos denunciado há várias colunas atrás, o DNA dessas aplicações “podres” com o dinheiro da aposentadoria dos funcionários da CAESB, só poderia ser do operador do caixa 2 do Governador e ex-presidente do conselho do BRB, Ricardo Leal.

3-Super salários,  foram realizadas mudanças no estatuto da Companhia para que pudessem ser modificados os salários, que antes eram os previstos por Lei, e não poderiam ultrapassar os limites do teto máximo, que era o de um ministro do STF, agora tem diretor recebendo em média 60 mil reais por mês.

Na próxima coluna continuaremos com mais denúncias da “administração desastrosa’ do primo do Governador, que pelo DNA não poderia ser diferente.

 

 

 

 

 

(Foto:Reprodução)

Rollemberg: Ingênuo ou Cínico?

Alguns leitores devem estar achando as notas publicadas aqui fortes e contundentes, mas fiquem certos de que tudo aqui escrito tem provas, e os denunciados sabem que temos. Temos provas do caixa 2 de Rollemberg na campanha, das operações que o senhor Ricardo Leal fez e faz nos fundos do GDF, temos provas da corrupção no BRB através dos contratos de TI e patrocínios e até de publicações em meios de comunicações, temos provas de corrupção na saúde, onde um outro primo do Governador fez e faz gestão lá para se beneficiar. Enfim, não seríamos loucos ou bobos de matar a cobra e não ter o pau que a matou para mostrar. Se Rollemberg vai agir com o mesmo cinismo do ex-presidente Lula e dizer que não sabe de nada, a partir de hoje, esse discurso não vale, agora ele já sabe, e não pode se passar mas por ingênuo.

 

 

 

 

(Foto:Montagem)

Ele vai mesmo para a Sapucaí

Depois que ele sentiu o gostinho de frequentar o sambódromo do Rio de Janeiro, o “homem da mala” de Rollemberg, o já conhecido “Marcão”, não deixa de passar um Carnaval sem adquirir um camarote como já noticiamos aqui. No Carnaval de 2015, após a vitória de Rollemberg, Marcão andava implorando a alguns financiadores da campanha para conhecer o sambódromo. Como ele é muito chato quando quer uma coisa, o empresário para se ver livre dele, comprou ingressos para um camarote e forneceu ao casal, que ainda teve a cara de pau de exigir mais dois ingressos para um casal de amigos. Hoje Marcão está “rico” e pode comprar o seu próprio e exclusivo camarote no sambódromo do Rio.

 

 

 

 

 

 

(Foto:Reprodução)

Planner, Funaro e Leal, tudo haver!

A Planner corretora, que está envolvida na operação “Lava Jato”, foi a vencedora do pregão do Parque Tecnológico, aquele que tem um fundo de 3 bilhões de reais para administrar. Essa corretora, como já era de se esperar, é ligada ao ex-doleiro Lúcio Funaro, que está preso na Papuda e a seu sócio e ex-presidente do conselho do BRB, Ricardo Leal. Está em curso uma investigação em que, segundo os investigadores, Leal teria passado informações privilegiadas à Planner, que foi a vencedora e deixou o BRB em segundo lugar. É um verdadeiro absurdo que uma corretora com um histórico péssimo possa ganhar de um banco, que apesar de ter denúncias também, mas mesmo assim, é o Banco de Brasília, e deveria ser o administrador de todos os fundos do DF.

 

 

 

 

COLUNAS ANTERIORES

 

 

 

(Foto:Reprodução)

 EXCLUSIVO: Ricardo Leal está saqueando todos os fundos do GDF

 

Todos os fundos de previdência ou de investimento do Governo de Brasília são operados pelo ex-presidente do conselho de administração do BRB, Ricardo Leal, o que é tão ou mais grave é que tais fundos estão dando prejuízo, ou seja, os recursos dos fundos estão sendo aplicados em “papeis podre”, como são conhecidas as aplicações de altíssimo risco no mercado financeiro, por serem muito arriscadas, essas operações não valem nada no mercado, onde ninguém em sã consciência aplicaria um real em tal rendimento, mas em contrapartida pagam uma “comissão” muito alta pelo risco, chegando a 50% de retorno do valor aplicado para quem intermedia o negócio, no caso Ricardo Leal. O detalhamento dessas operações, virão na delação premiada que o ex-doleiro e operador do mercado financeiro, Lucio Funaro, que está preso na Papuda e vai revelar ao MPF as suas operações financeiras nada republicanas, feitas com participação de Ricardo Leal.

 

 

 

 

(Foto:Reprodução)

Leal caiu, mas continua mandando no BRB

Mesmo com a saída de Ricardo Leal do conselho do banco BRB, ele continua dando as cartas por lá. Leal saiu para tentar evitar a exposição a que foi submetido através das denúncias publicadas nesta coluna e também já se preparando para as revelações que virão na delação premiada que o ex-doleiro Lucio Funaro fará, envolvendo Leal e sua turma. Mesmo fora formalmente, o operador do caixa 2 de Rollemberg ainda mantém todos os seus indicados no banco, que são nada menos do que o presidente, os diretores, os presidentes das subsidiárias e seus respectivos diretores, como o Cartão BRBcard, DTVM, BSB Ativos, Financeira BRB e Seguros BRB e vários outros cargos na estrutura da instituição. Como se vê, Leal não precisa estar no banco para continuar mandando lá, ele só não será mais o responsável pelos atos cometidos pelo conselho, deixou a bomba para os seus pau mandados.

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Será que até tu, Joe?

A Câmara Legislativa tem por obrigação tomar alguma atitude contra o desgoverno de Rollemberg, nunca se viu tanto descaso com a saúde, segurança e agora com a educação. Rollemberg conseguiu colocar as três categorias contra o seu governo irresponsável. Se os distritais não tomarem uma atitude, através do seu presidente Joe Valle, vamos ter que passar a acreditar que Valle se vendeu para o Governo, a exemplo do deputado Augusto Carvalho. Vamos acompanhar o posicionamento do presidente da CLDF.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

O “X9” do BRB

Com a renúncia de Leal do BRB, quem vai ficar com a missão de ser os seus olhos e ouvidos no banco é o diretor Nilban de Melo Júnior, que agora vai mudar de apelido, passa de “Don Juan” para “X9”, aquele que fica vendo tudo para cagüetar para o chefe, essa função cai como uma luva para Nilban. Leal pensou no presidente Vasco para a função, mas Vasco como é uma pessoa aparentemente séria, disse não para Ricardo. Já o “X9” Nilban ficou todo satisfeito com a função de cagueta.

 

 

 

 

 

 

 

Bloco Pacotão faz homenagem a Rollemberg

Como não poderia ser diferente, o irreverente bloco de carnaval O Pacotão veio esse ano com uma música em “homenagem’ ao governador Rodrigo Rollember. Ouça a música e aprenda a letra para você curtir o carnaval e também curtir com a cara dessa desastrosa administração.

 

 

 

 

 

É no mínimo estranho que o presidente do conselho do BRB, Ricardo Leal, seja até os dias hoje sócio administrador de uma empresa que administra imóveis, a Nutriz Comercial de Imóveis Ltda (CNPJ: 33.437.930/0001-66). Mais estranho, é que o endereço na Junta Comercial está registrado na residência de Leal no Lago Sul. O mesmo onde foram movimentados os valores em espécie do caixa 2 da campanha Rollemberg. Estamos aguardando a resposta da consulta feita pela coluna ao Banco Central do Brasil, para saber se o presidente do conselho de administração de um banco público pode exercer atividade como administrador de empresa privada, estando no cargo. Se não puder, o BRB terá um problemão pela frente, pois todos os atos do conselho que tiveram Leal a frente, terão que ser anulados. Isso acarretará um enorme prejuízo de milhões para o banco.

 

 

 

 

 

 

As provas de que Augusto Carvalho se vendeu a Rollemberg

O deputado Augusto Carvalho não gostou da nota que foi publicada na coluna que revelou que ele se vendeu para Rollemberg. Alguns amigos e “pau mandados” dele discordaram da nota no aplicativo Whatsapp, dizendo que inventamos as denúncias contra o deputado e que ele seria um “santinho” (Augusto é ateu, então nunca será um santo). Como aqui tudo que denunciamos temos como provar, aí em cima está a nomeação da administradora do Gama que Augusto indicou para Rollemberg e o cargo da sua esposa que consta no site do BRB. Quanto ao salário de quarenta mil reais mensais, que informamos é só o deputado disponibilizar o contracheque que publicaremos, onde todos poderão verificar quem é o mentiroso da história. Augusto ainda recebeu doações para sua campanha de empresa denunciada na Lava Jato, como a Odebrecht e outras laranjas a exemplo de Rollemberg, tudo comprovado, basta o deputado duvidar, que publicaremos as provas aqui. Com a palavra, o deputado Augusto Carvalho e seus “pau mandados”.

 

 

 

 

 

 

Mais um escândalo no BRB

Uma operação está para explodir em Brasília, em cima de empresas que prestam serviços para o BRB. Segundo os investigadores, a maioria dessas empresas serviam de lavanderia para o alto escalão do banco, faturando milhões e não fazendo quase nada, superfaturando astronomicamente os valores. Dizem que muita gente vai tocar “Um piano” na delegacia.

 

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Endereço da propina do BRB

O escritório da propina fica no edifício Palácio do Rádio. Lá, Ricardo Leal mantém algumas salas para encontros com diretores do BRB para receberem orientações de como proceder a maracutaia, empresários e prestadores de serviços do banco também são recebidos no mesmo local. Lá é onde são entregues as comissões dos contratos e pagamentos do BRB, setor controlado com mão de ferro por Leal. No “escritório” só tem uma funcionária, que atende pelo nome de Dona Holanda, ela é da confiança total de Leal e está autorizada a receber as “encomendas” que chegam diariamente lá, só uma dica para o Gaeco.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Um “Don Juan” frustrado

O diretor Nilban de Melo Júnior, mais conhecido como “Don Juan” do BRB, como doublé de bom mineiro “come-quieto”, não dispensa a companhia da sua secretária em viagens para fora de Brasília. Dizem que o “pau mandado” de Ricardo leal tem bom gosto para escolher suas funcionárias, o que lhe falta é só competência. Por esse motivo ele tem a frustração de não ser presidente. Cuidado presidente Vasco, o cara é um perigo!

 

 

 

 

(Foto: reprodução)

O operador abusado

O operador do caixa 2 de Rollemberg, Ricardo Leal, deveria ter um pouco de “simancol” e pedir para sair da Presidência do Conselho, juntamente com a quadrilha que levou para o BRB. O banco vai acabar sofrendo as consequências em virtude das ações ilegais e irregulares, que ele vem obrigando a direção do banco a aprovar. Ameaçando de demissão até mesmo o presidente Vasco, que é uma das poucas escolhas acertadas de Leal. Esse Leal é um abusado mesmo.

 

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

 Rollemberg aplicou conto do vigário

Rollemberg aplicou o famoso golpe conhecido popularmente como “o conto do vigário” em seus financiadores de campanha. RR dissimulado, com a ajuda de seu comparsa e operador do seu “caixa 2”, Ricardo Leal, juntos, tomaram mais de 4 milhões de reais de uma única pessoa, que se dispôs a investir na sua campanha ao governo. Após a vitória, Rollemberg agora desconhece tal investidor e joga tudo para cima de Leal, que por sua vez só quer cuidar de aumentar seu patrimônio pessoal, operando todos os contratos e aplicações do BRB, onde é o presidente do Conselho.

 

 

 

 

(Foto: Divulgação)

Parlamentares vão divulgar essa coluna na tribuna

A partir da próxima semana a coluna aqui vai passar a ser lida e comentada na Tribuna da Câmara Distrital, o mesmo modelo de “divulgação” do governo Rollemberg deverá ser adotado pela Câmara Federal, afinal os deputados distritais, assim como os federais, não concordam nenhum pouco com o jeito RR de administrar Brasília, e vão dar mais divulgação, só que agora no meio político, onde Rollemberg quer posar de bonzinho e honesto.

 

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Rastro de incompetência

Por onde Marcão, o “Homem da Mala” de Rollemberg, passa vira um caos. Marcão assumiu a Secretaria de Relações Institucionais para dar solução aos pleitos dos deputados distritais, e o que ele fez? Provocou a discórdia, foi quando começaram os problemas entre Câmara e Governo. Marcão saiu da Secretaria de Relações Institucionais, foi para a Secretaria de Mobilidade, sua passagem por lá até hoje é tida como desastrosa, um dos exemplos é o sistema de passe livre  travado há semanas, que era comandado por Marcão, está hoje igual a sua administração a época, todo perdido. É isso que dá RR colocar incompetentes no lugar de técnicos, agora vamos aguardar as besteiras que serão feitas na Secretaria de Cidades, onde Marcão está no comando hoje.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

O que não era possível, aconteceu

O impossível aconteceu, de tão ruim que é o governo Rollemberg. As pessoas estão com saudade do medíocre governo passado. Agora, imaginem se o governo Agnelo Queiroz era medíocre e o povo está com saudade, então, como vamos classificar o governo RR? Que tal: Governo de imbecil ou corruptos ou até mesmo o governo de mau caráter/imbecil/corruptos/e medíocre. Pobre povo de Brasília, sai uma bomba e entra outra pior ainda para governar o DF.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Pau mandado

Outro que já deve ter entrado no radar da Polícia Federal é o pau mandado Nilban de Melo Júnior, atual diretor de governo e produtos do BRB. Ele a exemplo da também diretora Andréa, formam a dupla que passa todas as informações sigilosas para o chefe Ricardo Leal, que hoje ocupa a presidência do conselho do Banco de Brasília.

 

 

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

CAESB: Racionamento é só cortina de fumaça

Segundo denúncias que chegaram a coluna, dão conta que esse racionamento que tanto tem penalizado a população, nada mas é, senão uma cortina de fumaça para que todas as compras e contratações feitas pela CAESB se tornem “emergenciais”, segundo a mesma denúncia, empresas envolvidas até na operação lava-jato estão sendo contratadas emergencialmente, o que é pior, empresas de propriedade do presidente e seus diretores, também fazem parte da farsa do “falso racionamento”. Se isso se comprovar, o atual presidente e primo de Rollemberg, Maurício Luduvice, terá que ir para a prisão para o resto da vida, juntamente com a sua diretoria. Voltaremos ao assunto, após a conclusão dos trabalhos dos nossos jornalistas investigativos.

 

 

 

 

(Foto: Reproduçã)

Socorro Força Nacional!

É a quem nos resta pedir, socorro, já que as instituições legalmente constituídas continuam de braços cruzados diante de tantas denúncias de corrupção de Rollemberg. Como a força nacional está acostumada a lidar com facções como o PCC e o Comando Vermelho, e aqui os bandidos que RR trouxe de fora somado aos amigos de infância no governo dele, são piores, o que nos resta é gritar: “SOCORRO FORÇA NACIONAL! ”

 

 

 

 

(Foto: Foto Claudio Araujo PSD)

Ego muito inflado

Quem parece que não é parlamentar de Brasília, é o deputado Rogério Rosso. Não se vê Rosso defendendo nada e nenhuma categoria daqui do DF, só temas nacionais e de seu interesse. Rosso, não esqueça que ano que vem tem eleição e você será cobrado e muito, então, deputado, baixe um pouco a bola e lembre-se de quem o colou na Câmara Federal.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Farinha do mesmo saco

O “modus operandi” da Terracap é o mesmo que do BRB, a contratação de empresas de mídia exterior é enorme, tudo em função do retorno financeiro que as empresas pagam para serem contratadas. O valor chega até (pasmem!) 50% do recebido, até bem pouco tempo quem comandava esse esquema, era o diretor “Gustavo Bate em Mulher Marques”, como é um setor muito rentável, RR mandou sua testa de ferro, Thiara, colocar uma pessoa sua lá, assim acabou a boquinha de “Bate em Mulher”.

 

 

(Foto: Reprodução)

Augusto Carvalho se vendeu

O deputado Augusto Carvalho, vendeu sua história de luta sindical, honestidade e ética por um cargo no banco BRB e pela indicação da administração regional do Gama em troca do seu silêncio para os desmandos de Rollemberg. Augusto abandonou os bancários de Brasília e os abusos que têm ocorrido no BRB não são vistos pelo parlamentar, um verdadeiro descaso para com os funcionários do banco que sempre acreditaram no seu discurso. Augusto hoje posa de oposição, mas não larga o osso dos cargos do GDF e nem da diretoria que sua esposa ocupa hoje no BRBCARD, onde recebe um salário de mais de quarenta mil reais por mês. Êta, ex-comunista que gosta de uma boquinha da burguesia.

 

 

 

 

(Foto: Gov RS)

Mais rolo no Governo

Como fica a nomeação do novo secretário de comunicação de Rollemberg, Paulo Fona, com a citação da agência de publicidade Propeg na Lava Jato, se o nome do secretário vier à tona, RR mantém Fona? É bem certo que sim, pois seu governo está cheio de incompetentes e enrolados começando pelo próprio RR.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

  Exclusivo: Operador do caixa 2 de Rollemberg pode ser preso

O nome dele é Ricardo Leal, o “leal” amigo de Rollemberg atualmente ocupa a presidência do conselho de administração do BRB, que ele, sem cerimônia, tomou para si após RR lhe entregar as chaves do banco, em agradecimento pelas “arrecadações” de campanhas feitas. Leal é operador do mercado financeiro também, daí a ligação com o doleiro Lúcio Funaro, que está negociando uma super delação premiada e já falou no nome do seu parceiro, “Ricardo Leal”. Após a delação de Funaro, Ricardo deverá ser preso, aí veremos quanto tempo ele aguenta, até entregar o esquema de Rollemberg.

 

 

 

 

 

(foto: Reprodução)

Polícia Federal de olho na operadora do operador

A diretora da DTVM do BRB, Andréia Lopes, oriunda da Serasa, é quem passa todas as informações privilegiadas do mercado financeiro para o seu ‘contra parente” Ricardo Leal, que usa tais informações para se beneficiar com aplicações no mercado financeiro através de corretoras amigas. Por configurar crime contra o sistema financeiro e, portanto, crime federal, a Polícia Federal já deve estar de olho na dupla ou até quem sabe na quadrilha se tiver mais gente envolvida.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Laranjas de fora do DF

Se a Justiça Eleitoral quiser mesmo identificar as doações irregulares (laranjas) na campanha de Rollemberg, basta começar por aquelas que foram feitas de outros Estados. Aí é só perguntar para a coluna detalhes, que informaremos com a maior boa vontade, se tais informações forem culminar com uma abertura de processo contra a chapa de RR, podem sim contar com esse veículo de comunicação.

 

 

 

 

 

(Foto:Reprodução)

Diretor da Terracap apronta de novo

O diretor da Terracap “Gustavo Bate em Mulher Marques”, continua mandando e desmandando lá na empresa. “Bate em Mulher” está perseguindo algumas servidoras do órgão em virtude de elas terem feitos comentários contra a atitude dele de ter batido em uma parente sua. As servidoras estavam comentando que ele deveria estar preso por espancar mulher. Isso bastou para a ira do diretor “Gustavo bate em Mulher” aflorar contra as funcionárias.

 

 

 

 

 

Perfil com foto

A partir da próxima semana estaremos mostrando o perfil de toda a quadrilha que tomou conta do Governo Rollemberg. Vamos identificar todos para que você leitor, saiba quem são as figuras que estão ajudando RR a afundar Brasília.

 

 

 

 

 

(Foto:Reprodução)

BRB cala deputada

A deputada Telma Rufino se calou com a negativa do Banco de responder ao ofício enviado por ela, pedindo informações sobre os gastos com shows que a empresa “U Piano” faturou nos últimos anos junto ao BRB. Ela pediu, o banco não mandou e ela calou. Por que Deputada?

 

 

 

 

 

(Foto:Reprodução)

Quem avisa amigo é

Atenção deputados distritais! Cuidado com o “lobo em pele de cordeiro” que Rollemberg está tentando se passar. O cara é um perigo, agora que viu que as coisas vão pegar para o lado dele e seu bando, está correndo para tentar agradar a Câmara Legislativa. Parece um pouco tarde para RR. Mas ele tem confidenciado na roda com os amigos de infância, que deputado distrital aqui é tudo barato, é só dar uns carguinhos que vêm correndo para a base do Governo. Rollemberg, respeite a Câmara de verdade, eles são a voz do povo em Brasília.

 

 

 

 

 

 

Absurdo do absurdo

 

Agora Rollemberg passou de todos os limites da legalidade, nomeou o jornalista Paulo Fona para a Secretaria de Comunicação. Fona que até a data anterior a sua nomeação era diretor de novos negócios da agência de publicidade Propeg, uma das vencedoras da conta milionária da publicidade do GDF. Foi só o TCDF liberar o processo, que RR nomeou uma pessoa que há bem pouco tempo estava disputando com todo o mercado publicitário a verba de propaganda do combalido governo. O mercado publicitário está impressionado com tanta insensatez de Rollemberg. Resta saber se o Ministério Público e o próprio TCDF, que foi quem liberou para ser homologada a referida concorrência, vão ficar de braços cruzados diante de tal absurdo.

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

O BRB não pode ter dono

A temporada de troca-troca no governo Rollemberg vai começar, e parece que ele entendeu que não pode ter no Governo uma República Nordestina, recheada de “amadores”. Também descobriu que deixar o BRB na mão de uma só pessoa, por mais “leal” que ela pareça, não é um bom negócio. Rollemberg deve ratear com deputados distritais algumas secretarias e parte do banco. Se Rollemberg tiver coragem de mexer no BRB, vai comprar uma briga com o seu “leal” amigo, que se diz dono do banco, aí Rollemberg vai ver se ele é “leal” mesmo.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

5 X incompetente 

Rollemberg não acerta na administração de Brasília por cinco pontos:

1 – Ele é incompetente;

2 – Ele só se cerca de incompetentes;

3 – Ele só trouxe incompetentes de fora de Brasília para o governo;

4 – Ele só tem parentes e amigos de infância incompetentes;

5 – Ele é um completo incompetente

Infelizmente esses são os pontos de vistas da grande maioria dos moradores de Brasília. Pobre povo que não soube votar, e hoje amarga as consequências de um governo sem rumo.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Só a verdade

Estão repercutindo muito em Brasília as matérias publicadas aqui neste espaço, várias mensagens têm chegado de apoio e até com novas denúncias contra o governo local. Agradecemos a todos, mas queremos deixar claro que aqui só são publicadas matérias que possamos provar, como todas aqui postadas até hoje, então não adianta mandar notinhas sem comprovação. Só publicamos verdades, doa a quem doer.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Totalmente perdido

Rollemberg demonstra a cada dia que passa que é um péssimo estrategista, e está "perdidinho da Silva". Para tentar melar uma reunião de parlamentares na casa do deputado Izalci, RR achou que se marcasse uma reunião com a sua base no mesmo horário, iria conseguir esvaziar, o que ele não imaginava era a repercussão negativa da sua desastrosa “estratégia”. Quem não sabia que a grande maioria dos parlamentares está contra Rollemberg, com a repercussão, agora todo mundo sabe e aplaude a posição dos parlamentares.

 

 

 

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Doações oficiais de laranjas

São quatro as empresas laranjas que constam na relação de doações oficiais de Rodrigo Rollemberg. Todas registradas na Justiça Eleitoral. Vai dar cassação com certeza.

 

 

 

 

Frase do mês

“Mais perigoso que um homem com recursos ilimitados, é um homem que não tem o que perder.”

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

BRB paga mas não usa o próprio jurídico

Mesmo com um quadro jurídico próprio de funcionários de alta qualidade, a direção do BRB vem credenciando escritórios de advocacia particular, permitido que eles atuem em todas as ações contra e a favor do banco. O que se comenta, que tal absurdo só é possível em função do BRB ter vários acordos judiciais e extrajudiciais, se tais acordos forem feitos através do jurídico do próprio BRB ninguém leva nada, daí a bizarrice. Alô Sindicato, TCDF e agora Câmara Legislativa, esse absurdo vem acontecendo no Banco de Brasília, que não é do governo e sim do povo brasiliense!

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Apóstolo e o Ateu

A batalha entre o céu e o inferno parece que começou como previsto no livro de Apocalipse, só que de uma maneira diferente do contexto do livro. O apóstolo Fadi Faraj e o deputado ateu Augusto Carvalho, estão travando uma batalha pelo controle partidário do Solidariedade no Distrito Federal, se depender de oração, Augusto está fora, agora se depender de ações judiciais, conchavos, acordos não cumpridos e mentiras o ateu e deputado federal Augusto Carvalho ganha fácil de Fadi.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Primo rico de olho na saúde

O primo rico de Rollemberg se associou a uma fábrica de nutrição parenteral, está de olho no fornecimento para a Secretaria de Saúde. Estamos investigando e voltaremos a carga no assunto.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Porteira Fechada

O “leal” amigo de Rollemberg levou, em função do “brilhante” trabalho de captação de recursos via “doações” e caixa 2, todo o Banco de Brasília – BRB. Desde o presidente Vasco, até o menos importante cargo no banco não são nomeados sem as benções do “leal” amigo do RR.

 

 

 

 

 

 

 

 

Novas provas para cassar Rollemberg envolvem Marina Silva

Um milhão de “santinhos em pvc” do candidato Rollemberg com a candidata a Presidente da República Marina Silva, foram colocados na reta final do primeiro turno das eleições de 2014. Esse foi um pedido do próprio candidato Rollemberg a um patrocinador da sua campanha. Rodrigo achava que se massificasse o seu nome junto ao de Marina, os votos dela migrariam para ele e ele ganharia no 1º. turno, o que não aconteceu. Só que este montante e muitos outros materiais de campanha jamais foram declarados nas contas de campanha de Rollemberg e Renato Santana. Cadê a Justiça Eleitoral?

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

O “homem da mala” está bravo

O “homem da mala” de Rollemberg, aquele que atende pela alcunha de “Marcão”, virou piada. Agora, ele anda se queixando para as pessoas das matérias aqui publicadas. Marcão tem dito: “vou processar o Fato Online”. Aqui vai um aviso ao corrupto “Marcão”, “coragem não dá em árvore”, e se você tiver nascido com um pouquinho dessa coragem que você acha que tem, vá em frente seu bobão. Tudo o que foi dito aqui tem prova.

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Até tu Biba

Quem indicou o diretor de tecnologia do BRB foi o assessor e amigo de infância de RR, Paulo de Tarso (mas conhecido como Biba), boa gente, mas como ele não é da área foi perguntar para um amigo se ele conhecia alguém para lhe apresentar. O amigo disse de pronto que sim, e indicou o nome do atual diretor Gustavo Oliveira. Até aí tudo bem, Gustavo é competente e etc, mas o problema reside no amigo que indicou o Gustavo para o “Biba”, o empresário é o proprietário de uma grande empresa da área de tecnologia de Brasília, e tem vários projetos de seu interesse no BRB. Aí é o problema!

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Rollemberg Dissimulado

O perdido Governado Rollemberg, ontem (26), estava mais uma vez em Abadiânia em busca de soluções para problemas da sua péssima administração, junto ao seu líder espiritual “João de Deus”, parece que RR já foi desenganado até por lá. Retornou cabisbaixo, pedindo para falar com pessoas que até bem pouco tempo ele tentou destruir. Aqui fica o alerta! Pessoas como RR quando estão precisando e se sentem acuadas, fazem acordo com Deus e o Diabo. São na verdade uns dissimulados.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

Afastamento a vista

Se a justiça eleitoral ou o Ministério Público acharem que as matérias aqui publicadas são insuficientes para pedir a cassação de RR, aguardem, que na próxima semana teremos mais. Agora publicaremos farta documentação, que com certeza, ensejará no pedido de afastamento da chapa Rollemberg/ Renato Santana.

 

 

 

 

 

 

 

(Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)

Caixa 2 de Rollemberg

Nas próximas colunas vamos dar nomes aos “doadores da campanha” de RR, que são na verdade laranjas e não sabem e nunca viram ou ouviram falar de Rodrigo Rollemberg. Mas doaram juntos muita grana, puro caixa 2. Tudo foi acertado com Rollemberg através de seu “leal” amigo.

 

 

 

 

O livro com fundo falso

Um livro com fundo falso, contendo 250 mil reais, foi assim que um dos doadores da campanha de Rollemberg entregou para o amigo mais “leal” de RR. Esse livro foi entregue na própria residência do “leal” amigo na presença de um primo de RR.

 

 

 

 

Indicação no BRB

Uma das diretorias do banco foi indicação de um empresário, que atua na mesma área de atuação do diretor. Isso pode Ministério Público? Sexta daremos o nome do empresário/padrinho e do diretor apadrinhado.

 

 

 

 

 

(Foto: Reprodução)

BRB: Imagem muito arranhada

Toda instituição financeira não pode levantar duvida da lisura em todos os campos de sua atuação, já que ela vive da imagem que passa para os seus clientes e correntistas. É uma pena que as dúvidas da atuação do conselho do banco não estejam claras. Vamos cobrar uma atuação mais clara do conselho, como por exemplo a denúncia que chegou a coluna, sobre a publicidade do banco, que, segundo consta, era operada por um empresário da área de publicidade e eventos. Depois de alguns desgastes, teve até a substituição do superintendente de marketing do BRB James, ele ameaçou sair atirando e caiu para cima. James agora é conselheiro da BSB Ativos. Isso, caros leitores, é só uma pequena amostra dos descasos instalados no BRB. Sexta tem mais revelações.

 

 

 

 

(Foto: Divulgação)

Fundo bilionário

Estamos apurando qual a relação da mudança do estatuto da Terracap, com a contratação pela empresa do gestor do fundo de 3 bilhões da Biotic. Vamos publicar o resultado da apuração em breve.

 

 

 

 

(Foto: Repr

Tags »
Coluna Fatos do Poder
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Moeda Valor
Dólar 3.1226
Euro 3.3983
Peso Argentino 0.1998
Bitcoin 3549.91974